logo

Navegue por tags

academia concurso divulgação divulgação científica empregos ensino exploração geociências geologia IAG-USP INPE meio ambiente mercado mineraçao pesquisa Petrobras petróleo pré-sal press-release promoção SBGF SEG sísmica tecnologia treinamento

+ All tags

Enquete

Você acredita que o livro digital (e-book) pode suplantar o livro em sua forma tradicional impressa?
 

A ION Geophysical Corporation informou em fevereiro que seu grupo GX Technology Imaging Solutions decidiu montar um centro de processamento de dados no Rio de Janeiro para atender a indústria de óleo e gás.

Foi criada então uma joint venture entre a GXT e a Bratexco, empresa brasileira de consultoria em energia, que deu origem à GX Technology Processamento de Dados Ltda.. A inauguração do novo centro de processamentos acontece nesta quinta-feira (14/4)  no Rio de Janeiro.

A nova companhia fornecerá serviços de imageamento para companhias de exploração e produção de petróleo operando nas bacias brasileiras, combinando as vantagens tecnológicas da GXT com o amplo conhecimento da Bratexco sobre a indústria e seus operadores.

De acordo com o geofísico Cosme Peruzzolo, sócio principal da Bratexco e diretor gerente da nova empresa, o centro já nasce capacitado para processar simultaneamente até 2.000 km2 de sísmica marítima 3D.

"Essa faixa está dentro da média dos levantamentos marítimos realizados na costa brasileira", afirmou o diretor, acrescentando que o objetivo da nova empresa é atender a grande demanda de processamento e reprocessamento de dados sísmicos, utilizando as mais avançadas tecnologias de imageamento.

Equipe

A GXT Processamento do Brasil já contratou três geofísicos brasileiros, entre eles Mauro Morand que vai liderar o time na função de Gerente de Operações. Na primeira fase, o objetivo é montar um grupo de geofísicos em produção e, paralelamente, manter um grupo menor de geofísicos juniores em formação. O grupo de produção será treinado na sede da empresa em Houston (EUA) para se familiarizar com a tecnologia da empresa.

Para Cosme Peruzzolo, o objetivo da Bratexco ao se aliar com a GXT no Brasil ocorreu em função da grande aceitação dessa empresa no mercado internacional. "Com este Centro estaremos dando a oportunidade para as empresas brasileiras terem acesso à tecnologia de última geração da GXT, empresa que desfruta da melhor reputação pela qualidade de seus trabalhos", salientou

 
Banner
banner Strataimage
Banner
banner Strataimage
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner