Otimização da Produção do Reservatório
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

O consórcio de Libra receberá no dia 15 de fevereiro as propostas do rebid para a contratação de serviço de levantamento sísmico 3D na parte Sudeste do bloco exploratório. A campanha prevê a coleta de cerca de 1.000 km² e, ao que tudo indica, a Petrobras não deverá prorrogar o prazo de entrega dos envelopes.

O levantamento sísmico será voltado à pesquisa exploratória. A campanha será feita com cabos e a expectativa é de que o trabalho de coleta e o processo se estenda por mais de seis meses.

A licitação em curso é um desdobramento de uma concorrência lançada no fim de 2014, que acabou sendo cancelada por falta de propostas. Na ocasião, a Petrobras planejava contratar 1,5 mil km² de dados.

Além do monitoramento na parte Sudeste, o consórcio pretende contratar um outro mapeamento sísmico para o monitoramento futuro do reservatório na porção Noroeste de Libra. Os dados coletados na campanha apoiarão o trabalho de desenvolvimento da produção do projeto. Ainda não há definição sobre o tamanho desta campanha e nem sobre a data de liberação da licitação.

A equipe técnica do projeto de Libra está reprocessando os dados sísmicos existentes e ainda discute se realiza primeiro a nova coleta sísmica ou se primeiro perfura um poço na área. O mais provável é que a nova campanha venha a ser executada com tecnologia multi azimuth, com nodes.

Até o início da próxima semana, o consórcio de Libra inicia a perfuração de um novo poço na área, na parte Sul Noroeste. A campanha será executada pela sonda West Tellus, da Seadrill.

Brasil Energia Óleo e Gás - 05/02/2016

Comente este artigo



Atualizar

CPGEO
CGG Rodapé