logo
  • GlobalGeo Top Banner-04092014

 


Paradigm Campanha 28082014

EMC abre Centro de P&D em Big Data no Brasil

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

A EMC inaugurou, no Rio de Janeiro, a sede definitiva do seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em big data Richard e Maureen E. Egan. O prédio, localizado no Parque Tecnológico da UFRJ (Ilha do Fundão, Rio de Janeiro), é parte do investimento de US$ 100 milhões no país, anunciado pela empresa em 2011, e será o hub de inovação no setor de petróleo e gás.

O foco inicial de pesquisa da EMC são os desafios do setor de petróleo e gás para aquisição, mobilidade, análise, colaboração e visualização de dados geofísicos, geológicos, de engenharia e de negócios utilizados ao longo do ciclo de vida no setor. No Brasil, o Centro coordenará as atividades da EMC em todo o mundo na descoberta de novas tecnologias e soluções no segmento.

O prédio da EMC na Ilha do Fundão tem capacidade para acomodar mais de 80 pesquisadores e integra um Centro de Pesquisa Aplicado, laboratórios de desenvolvimento de soluções e um Executive Briefing Center. Também há um espaço alocado para o desenvolvimento de pesquisas feitas por clientes e parceiros em conjunto com a EMC.

O Centro de P&D já estava em operação durante sua construção. As iniciativas são focadas na aplicação de tecnologias de armazenamento, recuperação, computação em nuvem e big data e temas importantes para o setor de petróleo e gás. Atualmente, os projetos gerenciados pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento se concentram na otimização de plataformas I/O dentro de ambientes de processamento sísmico; tecnologias de análise lógica preditiva que integram dados históricos e de tempo real utilizados na perfuração de poços de petróleo, produção e operações de logística; visualização e colaboração em distâncias extremas para melhor análise dos workflows (entre continentes); e tecnologias de compressão sem perdas de dados sísmicos. Resultados iniciais destes projetos já foram convertidos em propriedade intelectual e registrados no país e nos Estados Unidos.

Diversas pesquisas e parcerias para o desenvolvimento também já foram estabelecidas com empresas locais e multinacionais, além de universidades – como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal Fluminense (UFF) – e órgãos governamentais. O Centro de P&D da EMC é um dos quatro centros de pesquisa no Brasil que participa do Programa Estratégico de Software e Serviços de TI do Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI).

"Esse é o primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento entregue por meio do TI Maior, que é Programa Estratégico de Software e Serviços de TI do Governo Federal. A construção do caminho em direção ao big data e a internet das coisas no Brasil depende das empresas, das parcerias publico-privadas e de uma ação orquestrada com o governo, através de vários ministérios e órgãos", afirma Virgilio Almeida, Secretário de Política de Informática do Ministério de Ciência e Tecnologia.

A EMC iniciou suas vendas no Brasil em 1996, seguida pela fabricação e P&D em 2008. Em 2011, a empresa anunciou planos de abrir um novo Centro de P&D focado em análise de Big Data para o setor de petróleo e gás, como parte do seu investimento de US$ 100 milhões em cinco anos no Brasil. A EMC também trabalha ativamente com as principais universidades brasileiras, 90 das quais são parceiros do EMC Academic Alliance. A empresa tem escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, entre outras cidades no Brasil.

IP News -15/05/2014 - Jackeline Carvalho

Comente este artigo



Atualizar


Últimas notícias

As mais lidas