logo
  • Ies Brazil

 

Enquete

Gás de Folhelho

Vamos ter uma revolução do gás de folhelho no Brasil?

» Go to poll »
1 Votes left

jVS by www.joomess.de.

Mídias Sociais

FacebookTwitterLinkedin

ANP recusa pedido de suspensão de produção dos campos da OGX

A diretoria da Agência Nacional do Petróleo (ANP) indeferiu o pedido feito pela OGX, petrolífera do empresário Eike Batista, de suspensão da produção, por um prazo de até cinco anos, e a postergação da entrega dos Planos de Desenvolvimento dos campos de Tubarão Tigre, Tubarão Areia e Tubarão Gato, na Bacia de Campos.

Em reunião realizada no último dia 25 de setembro, a diretoria da ANP ainda "intimou" a OGX para a apresentação dos Planos de Desenvolvimento desses campos, conforme previsto nos contratos de concessão assinados com o órgão. Se a empresa não cumprir o ultimato, a ANP vai abrir processo administrativo para retomada dos campos.

Em entrevista à agência Reuters, o diretor da ANP Florival Carvalho afirmou que a petroleira não convenceu a reguladora.

"A OGX não nos convenceu de que não há tecnologia para desenvolver aqueles campos", afirmou Carvalho.

Recentemente, a OGX devolveu as áreas de Tambora e Tupungato, do mesmo bloco BM-C-41, bem como as acumulações de Cozumel e Cancun, do bloco BM-C-37, todas da Bacia de Campos.

Áreas das bacias de Santos e Espírito Santo também foram devolvidas pela petroleira, mesmo após o anúncio de importantes volumes estimados de petróleo.

O Globo - 07/10/13 - Ramona Ordoñez


Últimas notícias

As mais lidas