logo
  • Ies Brazil

 

Enquete

Gás de Folhelho

Vamos ter uma revolução do gás de folhelho no Brasil?

» Go to poll »
1 Votes left

jVS by www.joomess.de.

Mídias Sociais

FacebookTwitterLinkedin

Bradar, da Embraer, vai mapear áreas de risco em 74 municípios

 

A Bradar, nova denominação da OrbiSat Industria e Aerolevantamento, empresa controlada pela Embraer Defesa & Seguranca, assinou três contratos na área de sensoriamento remoto avaliados em R$ 36 milhões.

O primeiro deles, com a Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais (CPRM), tem como objetivo a realização do mapeamento cartográfico de áreas de extremo risco em 74 municípios brasileiros, totalizando uma área de 90 mil quilômetros quadrados.

As cidades que serão monitoradas foram selecionadas após um levantamento que apontou maior probabilidade de deslizamentos e enchentes. O projeto terá duração de 15 meses e faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

"É muito gratificante podermos participar desse projeto, pois nosso produto foi comprovadamente classificado como o mais adequado para realizar esse tipo de levantamento", disse Maurício Aveiro, presidente da Bradar. "Poderemos contribuir com informações capazes de nortear as ações do poder publico na prevenção de desastres naturais e catástrofes nestes municípios", completou.

Os outros dois contratos são voltados para o monitoramento de áreas de preservação ambiental das usinas hidrelétricas de Belo Monte, no Para, e de Santo Antônio, em Rondônia. Em Belo Monte, a Bradar realizara o monitoramento de toda a extensão da usina e produzira mapas cartográficos de alta precisão.

A proposta é apoiar a usina na gestão do projeto básico ambiental, identificando possíveis desmatamentos, invasões irregulares, proliferação de macrofitas (plantas aquáticas) e movimentações do terreno, entre outros. As informações serão fundamentais para a usina acompanhar as ações em campo da implantação do empreendimento.

Com a usina Santo Antonio, a Bradar renovou o contrato para monitoramento da área do reservatório da companhia. Este trabalho auxilia no controle mensal de uma área de aproximadamente 2,8 mil quilômetros quadrados, com o objetivo de identificar regiões que sofreram alterações na vegetação como desmatamentos, alterações de borda, corte seletivo de árvores e novas edificações, entre outros aspectos.

Monitor Digital

 


Últimas notícias

As mais lidas