logo

Navegue por tags

academia anp concurso divulgação divulgação científica exploração geociências geofísica geologia IAG-USP INPE meio ambiente mercado mineraçao pesquisa Petrobras petróleo pré-sal produção SBGF SEG sísmica sísmica terrestre tecnologia treinamento

+ All tags

Enquete

Qual data você escolheria​ para ser proclamada​ como o Dia Nacional do Geofísico?
  Por décadas, os cientistas acreditaram que a Terra tinha nas suas placas tectônicas uma peculiaridade. Agora, porém, um geólogo da UCLA encontrou evidências de que Marte, também, possui as mesmas placas abaixo da sua superfície.

An Yin, um professor de ciências espaciais e da Terra na UCLA, fez a descoberta ao analisar mais de 100 imagens de satélite de Marte, tiradas pela nave da NASA conhecida como THEMIS (Time History of Events and Macroscale Interations duraing Substorms) e da câmera HiRiSE (High Resolution Imaging Science Experiment) do Orbitador de Reconhecimento de Marte, da NASA. Yin explicou ao Mars Today:

"Quando estudei as imagens de satélite de Marte, muitas delas se pareciam muito com falhas que havia visto no Himalaia, no Tibete e na California, incluindo a geomorfologia... Marte está num estágio primitivo de placas tectônicas. Ele nos dá uma pista de como a Terra se parecia no princípio e nos ajuda a entender a gênese das placas tectônicas na Terra."

Yin aponta características geradas por linhas falhas — incluindo montanhas e a lateral lisa de um vale bastante sutil —, bem como uma zona linear vulcânica, tudo isso sugerindo a presença de placas tectônicas. "Você não vê essas características em qualquer lugar em outros planetas do nosso sistema solar além de Terra e Marte," explica Yin. Os resultados apareceram na revista Lithosphere.

A evidência pode explicar os Vales Marinhos, cuja existência tem desafiado cientistas por décadas. Yin acredita que eles são, na realidade, os limites de uma placa. "A casca está quebrada e se movendo horizontalmente a uma longa distância," disse ele ao Mars Today. "É muito similar à falha do Mar Morto, na Terra, que também se abriu e está se movendo horizontalmente."

Ele ainda sugere que Marte provavelmente tem terremotos, embora no momento seja quase impossível dizer com que frequência — ou o quão agressivos eles são quando ocorrem. Em parte, isso decorre do fato de que Yin até agora só identificou duas placas tectônicas em Marte, comparadas às sete da Terra, e não sabe se existem outras.

Yin espera se aprofundar na pesquisa das recém-descobertas placas tectônicas de Marte no futuro. Enquanto isso, só nos resta torcer para que o Curiosity não seja pego por um tremor. [Lithosphere via Mars Today. Imagem: NASA]

Gizmodo - 10/08/2012 - Jamie Condliffe
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
banner Strataimage
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Últimas notícias